Publicidade

Jaguaré

Jaguaré é um bairro localizado na Zona Oeste de São Paulo SP e possui uma área de aproximadamente 6,6 km² com uma população de 42,4 mil habitantes (2020), relativamente heterogênea e de classe média em sua maioria. Limita-se com os bairros paulistanos de Vila Leopoldina, Alto de Pinheiros, Butantã e Rio Pequeno, e com a zona centro-sul do município de Osasco.

O bairro do Jaguaré é constituído pelos bairros: Centro Industrial do Jaguaré, Super Quadra Jaguaré, Vila Nova Jaguaré, Parque Continental, Vila Graziela, Vila Jaguaré e Vila Lageado. Localizam-se no distrito o Mirante do Jaguaré, que é tombado pelo poder público municipal, e o Museu da Tecnologia de São Paulo, próximo à Cidade Universitária.

Aqui no Guia X Net você irá encontrar tudo que precisa no bairro do Jaguaré separado por categorias tais como: empresas, comércios, serviços, negócios, informações úteis e muito mais.

Localização do JaguaréLocalização do bairro do Jaguar5é em São Paulo SP

Infraestrutura no Jaguaré

O bairro do Jaguaré conta com uma infraestrutura variada, incluindo escolas, postos de saúde, comércios locais e serviços essenciais.

Transporte no Jaguaré

A região é atendida por linhas de ônibus que facilitam o acesso a outras partes da cidade. Além disso, há vias importantes que ligam o Jaguaré a diferentes áreas da cidade.

História do Jaguaré

O Jaguaré tem uma história que remonta ao período colonial brasileiro, mas ao longo do tempo, assim como muitos outros bairros, passou por transformações significativas.

O Jaguaré foi uma das muitas áreas rurais situadas além dos rios Tietê e Pinheiros cuja ocupação e exploração só se iniciou após o expressivo crescimento do parque industrial paulistano e da explosão demográfica a que o município assistiu a partir das primeiras décadas do século XX. Por volta de 1925, alguns imigrantes europeus encontram-se instalados nos arredores do futuro distrito, ocupado por fazendas, sítios e chácaras. A região que compreende o Jaguaré propriamente dito era uma grande fazenda de 165 alqueires, pertencente à Companhia Suburbana Paulista, empresa responsável pelo loteamento de terras, fundada por Ramos de Azevedo. O nome “Jaguaré” deve-se ao ribeirão homônimo, que nascia em Osasco e cortava a região até desembocar no rio Pinheiros. Existem três hipóteses para o significado de “Jaguaré”ː

  • teria sua origem no tupi-guarani e significaria “lugar onde existem onças”, em referência aos felinos (em tupi-guarani, “jaguar”, ou “jaguaretê”) que habitavam as matas dessa região;
  • teria sua origem no tupi antigo îagûarema, que significa “cão fedorento” (îagûara, cão e rema, fedorento);
    designaria uma espécie de animal.

 

Torre do relógio do Jaguaré

Em 1935, a fazenda é adquirida pela Sociedade Imobiliária do Jaguaré, empresa criada por Henrique Dumont Villares, engenheiro agrônomo formado na Bélgica, sobrinho e afilhado de Santos Dumont. Henrique Dumont Villares idealizou um projeto de urbanização para a região, dividindo-a em áreas residenciais, comerciais e industriais. As ruas foram desenhadas de modo que o centro comercial fosse rodeado por residências e estas pelas indústrias. Foram construídas 42 praças e diversas casas para os funcionários da empresa. No ponto mais alto do Jaguaré, ergueu-se um mirante dotado de uma torre com relógio e sino, cuja função era servir de símbolo ao novo bairro. Canalizou-se o ribeirão Jaguaré e executou-se o traçado do sistema viário.

Igreja de São José do Jaguaré

Desde a fase de implementação do projeto, no entanto, o rio Pinheiros já constituía uma barreira natural que limitava a circulação das pessoas e atrapalhava o plano de instalar um centro industrial na região. Em 1940, para sanar o problema, Henrique Dumont Villares doou, à prefeitura, a quantia de 700 réis a serem aplicados na construção da ponte do Jaguaré, ligando o distrito à também incipiente região de Vila Leopoldina e, em seguida, à Lapa. O Grupo Matarazzo foi o primeiro a instalar uma fábrica na região. Com a conclusão da ponte, na década de 1940, outras dezenas de indústrias se instalariam no Jaguaré, incentivando o estabelecimento de funcionários e comerciantes e iniciando um período de grande crescimento econômico e demográfico. Em meados do século XX, o bairro já era considerado um dos mais industrializados do município, com mais de 125 fábricas e indústrias de pequeno, médio e grande porte.

A antiga subestação de energia no alto do Jaguaré

Em 1945, um grupo de missionários canadenses fundou a Igreja de São José do Jaguaré, a primeira do bairro, e, em 1947, em parceria com os padres da Congregação de Santa Cruz, Henrique Dumont fundou o Externato Jaguaré, primeiro colégio da congregação no país, em meados de 1975 passou a ser a Escola Estadual de Primeiro e Segundo Grau Henrique Dumont Villares, com 8 salas e 3 turnos (Manhã, Tarde e Noite), tornando-se a primeira escola estadual do bairro. Henrique Dumont também doou à prefeitura uma área de aproximadamente 150 mil metros quadrados para que, nela, fosse implantada uma área de lazer. O espaço, no entanto, nunca foi aproveitado, e passou a ser invadido a partir das décadas de 1960 e 1970, com a intensificação da migração para São Paulo. Hoje, a área constitui a favela Vila Nova Jaguaré. Com 12 mil habitantes, é considerada a maior da localidade em área contínua (sem ruas pavimentadas).

Desenvolvimento Imobiliário no Jaguaré

Assim como em muitas áreas urbanas, o Jaguaré experimentou um crescimento no desenvolvimento imobiliário. A presença de condomínios residenciais e estabelecimentos comerciais pode ser observada na região.

Parques e Lazer no Jaguaré

Algumas áreas de lazer estão disponíveis no Jaguaré, proporcionando espaços para atividades ao ar livre e convívio comunitário.

Educação no Jaguaré

Existem escolas públicas e particulares no bairro, atendendo às necessidades educacionais da comunidade local.

Aproveite e comece agora a fazer suas pesquisas e aproveitar as informações, promoções e ofertas no bairro do Jaguaré.

Acesse as Informações Importantes no Jaguaré

24 Horas

Informações Úteis

Delivery e Serviços

Parques e Diversão

Acesse agora as Principais Categorias para Pesquisa no Jaguaré

A

Publicidade

B

Publicidade

C

Publicidade

D

Publicidade

Publicidade

E

Publicidade

F

Publicidade

G

Publicidade

H

Publicidade

I

Publicidade

J

Publicidade

K

Publicidade

L

Publicidade

M

Publicidade

Publicidade

N

Publicidade

Publicidade

O

Publicidade

Publicidade

P

Publicidade

Q

Publicidade

R

S

Publicidade

T

Publicidade

U

Publicidade

V

Publicidade

W

Publicidade

X

Y

Z

Publique seu anúncio e comece a divulgar hoje mesmo!

Mais de 90% dos consumidores recorrem a diretórios de informação comercial em buscadores para encontrar uma empresa, comércio, serviço ou negócio local.

Publicidade

Navegue e Pesquise em outras Cidades, Bairros e Regiões

São Paulo


Zona Norte:
 

 

Zona Sul:

  • ZS 1: Campo Belo, Capela do Socorro, Capelinha, Chácara Santo Antônio,  Cupecê, Cursino, Guarapiranga, Ipiranga, Jabaquara, Jardim Botânico, Jardim Marajoara, Jardim Prudência, Moema, Sacomã,  Saúde,  Vila das Belezas, Vila Mariana.
  • ZS 2: Campo Limpo, Capão Redondo, Cidade Ademar, Cidade Dutra, Grajaú, Jardim Ângela,  Jardim São Luís,  Marsilac, Parelheiros, Pedreira, Santo Amaro, Socorro, Vila Andrade.

Zona Leste:

  • ZL 1: Água Rasa, Aricanduva, Artur Alvim, Belém, Cangaíba, Carrão,  Mooca, Penha, Ponte Rasa, São Lucas, Sapopemba, Tatuapé, Vila Formosa, Vila Matilde, Vila Prudente.
  • ZL 2: Cidade Líder, Cidade Tiradentes, Ermelino Matarazzo, Guaianases, Iguatemi, Itaim Paulista, Itaquera, Jardim Helena, José Bonifácio, Lajeado, Parque do Carmo, São Mateus, São Miguel Paulista, São Rafael, Vila Curuçá, Vila Jacuí.

Zona Oeste:

Centro SP:

Litoral de São Paulo:
  • LSP: Bertioga, Caraguatatuba, Cubatão, Guarujá, Ilha Bela, Ilha Comprida, Itanhaém, Peruíbe, Praia Grande, Santos, São Vicente, São Sebastião, Ubatuba.
Grande São Paulo:
  • GSP: Arujá, Barueri, Birigui, Biritiba Mirim, Caieiras, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Diadema, Embu das Artes, Embu-Guaçu, Ferraz de Vasconcelos, Francisco Morato, Franco da Rocha, Guararema, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Itapecerica da Serra, Itapevi, Jandira, Juquitiba, Mairiporã, Mauá, Mogi das Cruzes, Osasco, Poá, Pirapora do Bom Jesus, Ribeirão Pires, Salesópolis, Santa Izabel, Santana de Parnaíba, Santo André, São Bernardo, São Caetano, São Lourenço da Serra, Suzano, Taboão da Serra, Várzea Grande Paulista.
Interior de São Paulo:
  • ISP: Americana, Araçatuba, Araraquara, Araras, Assis, Atibaia, Barretos, Bauru, Botucatu, Bragança Paulista, Campinas, Catanduva, Franca, Guaratinguetá, Hortolândia, Indaiatuba, Itatiba, Itu, Jacareí, Limeira, Marília, Ourinhos, Paulínia, Piracicaba, Presidente Prudente, Jaú, Jundiaí, Pindamonhangaba, Ribeirão Peto, Rio Claro, Salto, São Carlos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, Sertãozinho, Sorocaba, Sumaré, Tatuí, Taubaté, Valinhos